post-graute

Grauteamento exige cuidados para garantir uma alvenaria resistente. Saiba quais são!

É possível evitar erros na sua obra prestando atenção aos detalhes na hora de executar o grauteamento. Confira as dicas da engenheira civil Marcia Melo!

O processo de grauteamento é feito depois que as paredes são levantadas e serve para preencher as cavidades dos blocos de cerâmica. É de extrema importância, afinal, reforça a estrutura e permite que a distribuição de cargas na alvenaria seja uniforme.

Assim sendo, no sexto vídeo da série “Erros que você não pode cometer na sua obra”, a engenheira civil Marcia Melo alerta sobre a importância de tomar alguns cuidados na hora de executar o graute. Assista o que a especialista tem a dizer sobre o assunto e, em seguida, veja mais dicas que a Cerâmica Ermida preparou para você!

O que é graute e para que serve?

Consiste em um concreto ou argamassa fluido, só que de alta resistência, usado para preencher vazios da alvenaria. Ou seja, é uma massa que é aplicada nas canaletas ou nos furos dos blocos a fim de tornar a parede mais resistente à compressão.

Existem dois tipos de graute, o cimentício e o de base orgânica. Enquanto o primeiro é o mais utilizado na construção civil, o segundo é comum em obras de grande porte, que demandam boa capacidade para absorver vibrações.

  • Obter uma parede resistente começa por uma base forte. Veja 6 tipos de fundação e descubra o melhor para a sua obra!

O que é grauteamento?

Por consequência, grauteamento é o processo de aplicação do graute. Em primeiro lugar, é necessário preparar a massa. Ela consiste em uma mistura de cimento Portland, água, agregados miúdos (como brita de pequenas dimensões, areia e pedriscos),

O slump fica entre 20 e 28 e a resistência mínima deve ser de 15Mpa. No entanto, é necessário contratar um profissional para calcular as medidas exatas de acordo com as necessidades e características de cada obra.

Logo após a preparação do concreto, ele deve ser despejado na quantidade e nos lugares corretos. É necessário ainda espalhá-lo de tal forma que todo o vão disponível fique preenchido. Por fim, deixa-se a massa assentar sozinha e alisa-se a superfície.

Em seguida, é possível finalizar com um produto químico ou umedecer a área com frequência. Isso evita que a massa seque rápido demais. Esse tempo de cura gira em torno de 3 dias.

Qual a função do grauteamento nas paredes de alvenaria estrutural?

“Tem obras que o calculista pede não só um graute para armadura construtiva. Mas um graute que vai aumentar a resistência e a compressão das paredes em pontos localizados”, afirma Marcia Melo. De acordo com a profissional, é importante que a equipe tome os seguintes cuidados na hora de executar o grauteamento.

  • Fazer a espia: ao colocar a primeira camada de blocos de uma parede, é necessário posicionar nessa base uma peça de compensado com dois cortes para amarração com arame. Assim, ao despejar o concreto, ele sai por essa espia e é possível saber que o grauteamento foi realizado com sucesso;
  • Limpar os furos: lavar as cavidades deixa-as com a medida correta. Além disso, permite que o graute tenha aderência melhor com o bloco;
  • Grautear em duas alturas: a norma permite que você faça o grauteamento de uma altura só, mas há uma maior dificuldade em fazer isso de uma forma eficiente. “Imagine estar a 2,80m de altura e tentar preencher totalmente um furo de 7cm x 7cm. É mais difícil do que fazer o processo em duas etapas”, explica Marcia;
  • Fazer o adensamento com outra barra de aço: dessa forma, o conjunto realmente trabalhará a favor da resistência. Ao usar a barra de aço da própria estrutura, altera-se a aderência.

 

  • Depois que o grauteamento for feito, chega a hora de preparar a parede para receber o revestimento. Conheça as diferenças entre chapisco, emboço e reboco.